Microempresa: como precificar produtos ou serviços?

“O preço de um produto e serviço praticado por uma microempresa,  deve ser definido com base nos custos e na estratégia de marketing do negócio. “ – (Sebrae Nacional)

Existem muitos passos e decisões que precisam ser tomadas quando decidimos abrir uma microempresa. Dentre todos esses detalhes fundamentais para o empreendimento, o preço dos produtos e serviços é algo extremamente importante.

Entretanto, antes mesmo de começar a pensar em como precificar seus produtos e serviços, é preciso entender que existe uma diferença entre preço e valor.

O preço é algo muito direto e dentro dele estão os custos de produção, de matéria-prima, operacionais, impostos e a margem de lucro. Já o valor é algo mais subjetivo e leva em consideração a maneira como o produto é percebido pelo cliente, entendeu?

Uma toalha de renda não vale o mesmo se for produzida por uma grande linha de produção do que se for feita pelas mãos de rendeiras. Além disso, outro fator que altera o valor do produto é uma marca e uma calça jeans pode custar até 4x mais em uma loja de marca do que em uma confecção pequena, e a matéria-prima, por exemplo, é a mesma!

Dito isso, então, podemos ver que a precificação é algo delicado e não pode ser feita de qualquer maneira. Logo, se você tem uma microempresa e quer saber como precificar seus produtos e serviços, continue lendo e descubra.

Vamos lá?!

Mas afinal, como precificar os produtos e serviços da minha microempresa?

Existem tres maneiras mais simples utilizadas tanto por grandes como por microempresas no momento de precificar os seus produtos e serviços.

1 – Mark-up

Este método leva em consideração os custos de produção do produto e estabelece um percentual de margem de lucro sobre ele. Entretanto isso pode acabar deixando o produto com um preço fora da realidade do mercado.

Para determinar o preço sob essa perspectiva a microempresa deve considerar todos os gastos que envolvem o produto/serviço até que fique pronto. Os principais pontos que devem ser considerados são:

  • Despesas variáveis da microempresa, tais como comissões, impostos, embalagens, marketing, comercialização e etc.
  • Custo do produto que na fábrica é o valor da matéria-prima, insumos e mão-de-obra e no comercio é o valor da compra do produto.
  • Gastos fixos que são as despesas com funcionários, despesas administrativas, aluguel e etc.
  • Lucro almejado é o valor que a microempresa pretende lucrar sobre o produto.

É um dos métodos mais básicos e seguro para definição de preços, por isso é muito recomendado e também o mais utilizado por empresas de todos os portes.

2 – Preço-teto

A outra maneira de definir o preço é acompanhando as tendências do mercado. Entretanto, se você fizer isso sem dar atenção aos custos do mesmo, você poderá acabar perdendo dinheiro.

Então, depois de ter somado os 4 fatores do item 1, compare o valor obtido com o que está sendo praticado no mercado. Daí você poderá avaliar se:

  • O valor está abaixo do mercado
  • O valor atende as expectativas do mercado
  • O valor está acima do mercado

3 – Percepção de valor

Segundo o Sebrae Nacional, este método leva em consideração a percepção de valor dos clientes em relação ao preço praticado. Na hora de avaliar o preço, os clientes também consideram a qualidade, os descontos, prazos, taxa de juros, serviços adicionais, atributos da marca, dentre outros fatores. Esta é a metodologia de precificação mais interessante, pois permite remunerar todo o esforço feito para agregar valores ao produto.

O Sebrae ainda destaca duas estratégias de precificação que você pode utilizar em sua microempresa muito conhecidas, que são:

Preço Máximo Possível

Um produto é introduzido no mercado com o preço máximo possível para sua demanda e então é reduzido gradativamente. Esta é uma opção apropriada para recuperar os altos investimentos feitos na concepção de produtos inovadores, já no início de sua comercialização. É importante destacar que o alto valor só se sustenta enquanto não houver outros produtos similares no mercado.

Preço Abaixo da Média dos Concorrentes

Um produto é introduzido no mercado com preço abaixo da média dos concorrentes para, em seguida, elevá-lo gradativamente. O objetivo deste método, é capturar imediatamente uma parcela do mercado pelo menor preço para depois fidelizá-lo pela qualidade. É um método muito utilizado para lançar produtos em um mercado já muito competitivo e com muitas alternativas similares.

Conclusão

Para cada uma dessas possibilidade existe uma ação para que você possa ajustar o valor e tornar o produto da sua microempresa competitivo.

Então se o valor está abaixo basta subir e aumentar sua margem de lucro. Se está na média é preciso cuidado para mantê-lo e se está acima é preciso procurar maneiras de reduzir o custo ou então diminuir a margem de lucro.

Caso o produto que sua microempresa deseja comercializar esteja muito acima do praticado, você pode vendê-lo sem margem de lucro, apenas para atrair clientes para a compra de outros produtos que tem boa lucratividade. Essa é uma estratégia muito comum de diversas empresas pois dessa forma você consegue compensar a falta de lucratividade de um com a venda de outro.

Investir em diferenciais em relação a concorrência e em qualidade também é uma ótima alternativa para percepção de valor do seu público em relação aos preços que sua  pratica, e serve para fidelização de clientes.

O ideal é que, na hora de definir os preços dos produtos e serviços da sua microempresa, você leve em consideração as três maneiras, usando elas em harmonia para criar um preço justo e favorável para o negócio.

Gostou das nossas dicas de como precificar produtos ou serviços em sua microempresa? Se você gostou COMPARTILHE em suas redes sociais. Se ainda tiver alguma dúvida, comente o nosso post. Nós da JKS amamos interagir com você.

Ah! Já íamos esquecendo de te pedir algo muito importante: Nos envie também sugestões de temas para postarmos em nosso blog. Somos apaixonados por compartilhar conhecimento com vocês!

Um forte abraço, muito sucesso ao empreender e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *